sexta-feira, 26 de março de 2010

Pérolas em Boletins de Ocorrência



O cadáver apresentava sinais de estar morto.
(Ufa, ainda bem! Senão o defunto ia levantar e dançar THRILLER!)

O condutor foi preso em flagrante por estar dirigindo em velocidade “incombatível” com o local.
(O que pensar?)

Foi encontrado na cena do crime: duas latas de cera “Odd” e uma lata de cera “PPO”…
(Uma das latas estava de cabeça para baixo! Jumento! Fala sério!)

O sujeito estava vestido com uma calça Jeans e uma camisa “destampada”.
(Por que ele não “tampou”?)

O cidadão machucou o membro do rosto.
(Alguém conhece esse membro?)

Após discutir com a vítima, o autor desferiu um forte soco no rosto da mesma, que de tão violento, “soltou a tampa de seu nariz”.
(Deve ser o mesmo cidadão da camisa “destampada”… ele tem algum problema com esse objeto?)

O condutor do veículo colocava em risco a segurança das pessoas, pois estava dando “cavalo de Paulo” na rua.
(Que Paulo… quem é o Paulo?)


Ocorreu um “abarroamento de pessoas”. Os conduzidos, além da algazarra, ainda xingavam a todos com palavra de baixo “escalão”.
(Bom… no nosso país, tudo é uma questão de escalão!)

Demos cobertura à ambulância na condução de um “débito mental” até o Pronto socorro.
(Você já pode imaginar quem está com débito mental?)

Chegando ao local, encontramos a vítima caída ao solo, aparentando ter cometido um “homicídio contra si mesmo”.
(Esse aí acredita em reencarnação, hein?)

Formava uma língua de fogo que lavava a rua.
(Deve ser a língua do Gene Simmons, do Kiss!)

O conduzido, que foi preso em flagrante, disse que era inocente na acusação e que não estava passando de “bode respiratório”.
(Deve ser uma nova técnica de recuperação cardio-pulmonar!)

…os indivíduos tentaram resgatar o autor do nosso domínio através do uso de força “anônima”.
(Esse aí tava “emaconhado”!)

Foi apreendido um quilo de linguiça “perfumada”.
(Esse aí se apaixonou pela linguiça!)

Atendemos à “solicitação do solicitante”, que nos narrou que o autor praticava “atentado violento” ao pudor, pois exibia para os transeuntes os “órgãos sanitários”.
(O que comentar? Estou sem palavras!)

A vítima “estalou” uma cerca elétrica na sua residencia, para evitar furtos…
(Como assim… a vítima enfia um dedo na tomada e “estala” o outro para espantar os ladrões? Será que funciona?)

A vitima após realizar uma escova progressiva teve inchamento da glande… e foi hospitalizada.
(Que mulher é essa que tem “glande”? Ou é traveco?)

O veículo, durante o acidente, teve amassamento no pára-choques e nos pára-lamas dianteiros, sendo quem não pudemos colher melhores dados, devido à vítima haver fugido a “galope”.
(Hã? Era um atropelamento de cavalo, ou a vítima fugiu a cavalo?)

1 comentários:

Bikelando disse...

O pior é querer transmitir um "ar profissional" com frases como essas!! Eu trabalho na área de segurança e sei bem das comédias nossas de cada dia!